Mistakes

by - sábado, fevereiro 28, 2015

   Sabe o quão cuzada uma vida pode ficar? Tipo, curtir um luto amoroso ouvindo ariana grande cabeção?  Pois então, hoje depois de um grande susto e após vários socos no painel do carro, me peguei naquela velha depressão de novo.
   A vida inteira de rejeição passou na minha cabeça e além de me sentir que meu papel na terra é ser uma grande imbecil, as lágrimas desceram ecoando: "de novo, minha irmã do céu amado?" Sim, de novo.

   Eu olho para o meu lado e vejo meus conhecidos felizes com seus pares, vejo casamentos e eu pufff. .. dou aquela murchada gostosíssima. 

   Qual o meu problema?  O que será que tenho de tão errado pra sempre ser deixada? Eu sei que tenho orelha de elfo, mas dificilmente as deixo aparentes, são as celulites, o meu nariz de porquinho, meu estrabismo?

   Sabem, sou que nem Dalí no meio de um convento.  Não tem sentido. Queria muito que meu ceticismo se estendesse ao relacionamento humano.  Mas hoje senti realmente que confiar será algo mais difícil e percebi que o medo vai se fazer presente por qualquer fresta existente.

   Está tudo "bem",  melhor dizendo, resolvido.

   Mas a verdade é que chorei. A verdade é que a inquietude, desconfiança e lembranças se farão presentes por muito tempo.

P.s. : que morte horrível terminar de escrever esse post ouvindo say something versão Alex & Sierra. 

You May Also Like

0 soltando o verbo

Soltem o verbo...