Enem e seus critérios

by - segunda-feira, outubro 24, 2011

nina_apavorada

Essa sou eu andando pelas ruas com medo.

   Sinto mais pavor dos lugares que os responsáveis pelos vestibulares me colocam para fazer as provas do que estas em si. Sério, gente. É um terror. Sempre me colocam em um ponto ao extremo da minha casa. Não nasci anjo torto, nasci castigada mesmo. Tem gente que achando pouco ainda jogou macumba.

  Esse ano, para não perderem o costume, me colocaram em uma escola em que pessoa alguma tinha ouvido falar nessa tal de Rio Branco: Ramona Mula Pastor de Castro. Local: Sobral, ponto final. Cês não têm noção do quão tenso era o ambiente:

1. Na rua em que eu saia era uma principal, cercada de bares e consequentemente cheia de homens bêbados e descamisados espalhados na faixa de Gaza. Vontade de morrer, você de volta? Um pedacinho do inferno esquecido na terra.

2. Para chegar à escola, teria que entrar em uma ruela: Caos define a situação dela. Não sei o que era mais trabalhoso, desviar buracos, desviar cachorros, desviar cocôs ou mortos pelo meio do barro. Peço um minuto de silêncio pra quem vive naquelas bandas.

3. A escola era de ensino fundamental, ok. Ao chegar no banheiro, deparei-me que estava na escola dos sete anões. O espelho era da altura do meu púbis. E olha que tenho 1,65 de altura, OU SEJE, não sou lá grandes merdas. Aí eu vou para o mic-roon e ao entrar, fecho a porta que o quê?/ Tava sem trinco. Quem fiquei trancada pero no desesperada porque sabia que não estava sozinha alí? Não, não era Deus, meus amigos. Ele já assinou minha alforria há algum tempo já. Saí de lá, horrorizada pelo reino dos insentos estar presente naquele âmbito.

4. Se o banheiro era para anões, imaginem a situação da sala em que fiquei, né. GEITE… primário. Cadeiras pequenas o que tornava minha missão de controlar meu TDAH para a realização da prova mais difícil.

5. Demônio me acompanhou durante a prova. Sentia um calor de derreter as órbitas anais dos olhos. Havia dois ventiladores que funcionavam perfeitamente, mas ALOAR..ESTOU NO ACRE. E se vocês não sabem, isso é sinônimo de calefação por causa do quentura.

6. POR QUE SATANÁSES ESSAS MENINAS COMPRAM A PORRA DE UMA BATATA QUE FAZ UM BARULHO DE FOGOS DE ARTIFÍCIO AO ABRIR A EMBALAGEM?

Terminei a prova e fui atrás de algo pra comer. Comprei uma lata de coca-cola e fui para a parada de ônibus. ADIVINHA O QUE ACONTECEU???? QUEM FUI ASSALTADA??????????????????????????/ Yo, maria la de barrio. Levou meu único sustento de glicose feat. adrenalina que me mantinha em pé. Deixou-me no prejuízo: com a carteira vazia. Contei pra vocês o fato do meliante aparentar ter uns 69/71 anos? Olha só o naipe do meu lugar de prova.

 

Muitas emoções..

You May Also Like

0 soltando o verbo

Soltem o verbo...