Meu momento "Paola Bracho" em 2010 foi...

by - domingo, dezembro 26, 2010



No natal quando eu joguei meu celular na cara do meu cunhado. Porque assim, quando ele chama meu namorado de corno sem ele ser e acaba gerando mais uma discórdia nesse mundo de meu deus, fico um pouco fora do sério.

Na moral, não fui Paola Bracho não. Ele mereceu. Mereceu um a surra inteira de celular. E não adiantou vir com a desculpa de "AH TAVA BEUDO". Não, meu filho. Isso não lhe cai bem porque até bêbada eu acho ter noção das coisas. Brincar dessa forma com o namorado da cunhada que não conhece, não é algo que digamos...seja saudável.

Eu vou explicar uma coisa: Eu viro o DEABO quando mexem com quem amo. Seja amigo, namorado, meu pai, meus dois irmãos e minha mãe (apesar de não nos darmos tão bem). Porque é fácil chamar meu namorado de corno e tentar ligar pra ele depois da besteira feita. Então, pela tentativa frustrada de parecer o TAL, o HOMENZARRÃO, joguei o celular na testa pra ver se ele morria de vez e o mundo teria menos um idiota solto pelas ruas se situava.

Não fui má. Fui justa.

___________________________________________________________________

You May Also Like

0 soltando o verbo

Soltem o verbo...