Ônibus II

by - quinta-feira, outubro 08, 2009


Se tem uma coisa na vida que eu odeio mais do que aguentar um chato recém formado em direito, é o fuzuê dentro de um ônibus. Aquele antro carnavalesco com gente suada, fedida e admiradores da Banda Calypso. Calma, Sara. É um transporte público. Você queria o quê? Uma mercedes? Uma ferrari? Podia até se parecer com um fusquinha de 1500 a.C. Tudo, menos ter uma enorme semelhança com uma navio negreiro. Irei dar dicas para serem aplicadas dentro desse simulador do céu (... tem gente sem cultura, mal educada, vulgar, assassinos, assaltantes e etc.). VEMM COMEEGO #katylenefeelings

1º: Idosos: Vocês, doces criaturas caquéticas e diabéticas ( não me refiro ao demônio... portanto, larguem os terços!), possuem lugares especiais, demarcados para se sentarem. Então, sentem-se lá, meus jovens de trocentos anos atrás! Não vá atazanar os outros que com muito sacrifício, conseguiram um assento. Quando eu vou de ônibus para os locais, sento-me logo na parte detrás daquela caixa fornicatória pública justamente para evitar de ceder o meu precioso trono de rainha da beleza, conseguido com muito suor aromático de chocolate banhado a ouro para um ansião fofinho com quatro dentes na boca. Só que esses seres são maliciosos. Já me encaram de longe, refletindo assim, suas intenções nada saudáveis para àquela idade.
Um dia, quando estava sentadinha e linda, aparece-me um senhor reivindicando meu lugar para descansar as pernas finas e cheias de varizes. Eu, com toda minha postura de dama da corte, disse:
' Meu senhor, não que esteja sovinando um lugar, mas o senhor caminhou até o fundo do coletivo, passou pelo seu território devidamente marcado por lei, para pedir a minha cadeira? Justo eu que não estou ferindo o que é seu por direito?'
Bom, deu alocka no pessoal do ônibus por causa da minha atitude. Sei que no final da história, uma criatura devidamente saudável das pernas, levantou-se para ceder ao velhinho a poltrona. Sim, ela estava em uma das cadeiras preferenciais.

2) Crianças de colo: Para minha humilde concepção, são aquelas de 0-5 anos. Só que para muita gente não é assim. Caralho, é muita cara-de-pau uma mulher chegar até você e dizer que quer se sentar pois está com uma criança pequena. Juro que a criatura que essa demônia carregava, deveria ter no mínimo 10 anos estampada na cara. O que eu faço? Meu sincero conselho: VÁ TOMAR NO MEIO DO OLHO DO SEU CU, SUA PILANTRA MAL COMIDA! Não dou... nem se o papa mandar e muito menos se um pastor me exorcizar. Se mate, tenha 30 filhos ingeridos por uma solitária gigante! Vou fazer a linha boazinha, desejo apenas que tenha herpes comedora do seu genital. Simples e eficaz.

3) A mãezona super carinhosa: Dona de um filho remelento, melequento e zorrével que se segura na barra da saia dela. São uns amores. Uma vez estava indo para casa e o ônibus estava com umas dez pessoas em pé, ou seja, dava para ter liberdade o suficiente para se mexer. Tinha uma mulher que se encaixava na descrição acima. Estava tudo tranquilo, indo bem, mas do nada o motorista dá uma freada brusca daquelas que se você não se segurar bem, sua dignidade voa pela janela e esbarra em todos os galhos da feiúra. O moleque dá um duplo mortal carpado e sai bolando lá detrás e acaba parando lá na frente por causa da roleta. Ele solta um berro ensurdecedor atrás da sua progenitora e ela grita lá do fim do túnel:
'Calma filhinho, mamãe vai te pegar. Vemm... se machucô? Tadinho!"
MENTYRA. Na verdade foi isso:
" SI SIGURA, SEU CARALHO! TU NÃO TÁ NO CARRO DO TEU PAI NÃO, SEU MERDA! CUIDA, VEM PRA CÁ SE TU NÃO QUISÉ APANHÁ!!"
É lindo o amor materno! Conselho: Segure o riso e não diga BEEEM FEIIITOOO ao moleque, mesmo sendo baixinho, quase um sussurro.0

5) Escoradores: Odeio quem me faz de encosto. Sabe, eu em pé, tentando me equilibrar em um salto 10, uma mão no apoio e outra arrumando o cabelo cu, em intervalos verificando o nível de oleosidade do rosto e do além aparece uma espécie escoradorus filhusdamãe. Tipo, jogando as trocentas mil toneladas (isso é só o peso do braço esquerdo) em meu corpo moreno e esbelto. Essa indigente pode ter apenas 1,50 de altura, mas o cabelo faz questão de chegar até meu 1,65, só para enfergar o crespo puro coberto de kolene de chocolate paraguaio em minha boca. A mulher é a medusa em vida! E quanto mais você se afasta, mais trepadeira se encosta. Acho que quem está incluso nessas categoria, deve ter ventosas presas na pele. É a única explicação plausível para esse tipo de coisa.

6) Estupradores: Também são conhecidos como encoxadores. Sempre sou vítima desses seres maliciosos. Uma vez a coisa estava me irritando mais do que de costume, abri a boca e desabafay:
"Aí, meu irmão, vai demorar muito para gozar? Me avisa quando acontecer!" Eu não tenho culpa se uma pessoa como essa é tão feia que a única forma de se aliviar seja assim, dentro do ônibus. Não tenho nenhuma calça que não tenha sido estuprada dentro do meu guarda-roupas.

7) Curiosos: Adooooram saber o que estamos lendo, o que estamos falando por celular ou até as mensagem recebidas. Eu tenho um amigo que reclama dessas marias fifis da vida. Não adianta se esquivar para direita, para esquerda, para cima ou para baixo. Incrível como eles acompanham todos os nossos movimentos. Você quieto, lendo um livro ou uma revista de fofoca qualquer, termina de ler a página e a vira. Ao olhar para o lado, a pessoa está com a cara mais feia do mundo. Você lê a fúria em seus olhos pela página não lida. OI?

8) A crente: Fico emocionada com as pregações que fazem dentro do ônibus. NOOOT. Com a graça de Deus, esse animal morderá a própria língua e a cuspirá. Enquanto esse verdadeiro milagre não acontece, pegue seus fones e soque-os o máximo que poder dentro de seus ouvidos.

...Ainda tem a fubazada de colégio público que ouve brega, calypso e cia., mas a única forma de evitá-los é comprando um carro.

Por hoje é só. Como vocês sabem, a preguiça comanda minha vidinha movimentada.

Beyjo para quem tem mais de um milhão na conta bancária!

You May Also Like

2 soltando o verbo

  1. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.... gostei do 3 e da 7... kkkkkkk... relaxante... ri muito!

    ResponderExcluir

Soltem o verbo...