Breakaway

by - quarta-feira, outubro 13, 2010

bdb_asas

Só eu que acho um esculacho escrever em português e encontrar o melhor título em inglês? Medo de ficar com ar de metida internacional. Não que eu já não tenha. Vou aperfeiçoar isso. Então vamo ao que interessa…

Depois de dois anos sofrendo mais que Precious, o amor me desgraçou, me entristeceu, cortou minhas asas, mas me libertou. Não, não estou nem um pouco feliz. Porque né minha gente, I Love Him a lot, mas foda-se. Por ele comi o pão que o inferno em massa amassou então não me importo. MENTCHYRA. Tá, a real é que eu ainda o amo. Agora se a pessoa diz que não sabe o que responder quando você pergunta pela 8763543546ª vez se QUER reatar o namoro ou não, é porque alguma coisa tá errada. Sim. Comigo, porque não sou bonita e filha da puta o suficiente com o cidadão.

LÓGICO que estou na fossa, mas tento fazer a Kelly Clarkson na música que intitula este post: I'll spread my wings and I'll learn how to fly e certeza absolut despencarei do barranco. Iludo-me. Rio Branco não tem desfiladeiros decentes para um anjo caído e suicída.

Já quebrei dois copos ouvindo Engenheiros do Hawaii cantando o seguinte: SEJA POR AMOR AS CAUSAS PERDIDAS. Daí que não existe amor para uma pessoa perdida como eu. Sei que sofrerei eternamente, se isso for uma prévia do inferno, cara, desisto, volto a ser católica, viro freira e morro rezando terços. Então Deus, vamos analisar isso aí: Ou eu perco de vez o meu coração ou as coisas de casa porque olha, o mundo é regido pela lei da compensação e como sua filha, caso exista, exijo meus direitos.

You May Also Like

0 soltando o verbo

Soltem o verbo...