Velhos sem noção alguma

by - terça-feira, abril 27, 2010

E agora? Quem poderá me defender?

Hoje acordei cedinho da madrugada para chegar no horário em que havia marcado com uma amiga minha para estudarmos na biblioteca. Tá. Lá vai eu, com a maior cara de cu devido ao sono para a parada de ônibus. E querendo ou não, tenho que passar em frente à Distribuidora. Morro, né? Mas para meu alívio, eu não vi o cara lá.

Estava eu esperando o coletivo passar e…tchanzzz… meu celular toca. Olho o número, mas o que tinha escrito era: CHAMADA RESTRITA. Ooook. Atendo:
-Alôncio?
- Oi!-
Uma voz masculina.

Meu coração já capotou, meus batimentos cardíacos aceleraram. Gelei. A voz era muito semelhante a de uma pessoa que conheço. E faz certo tempo que desejo ouvir ELE. Desejo mesmo…porque olha, o carinha me faz muita falta.
- Oi, troço! O QUIÉ QUE TU QUER???
- Humm… você sabe quem tá falando?
- NOOOT!-
falei pensando na burrada.
- É o fulaninho!

Puta que pariu, cara! ERA O VÉIOOOO!!!  Meu cu deu um salto mortal e despencou da minha bunda. Caramba. Ele fez um montão de pergunta e eu respondia toda monossilábica, sabem? Sim- Não- Não- NÃÃÃO!- TÁ. Com toda essa gentileza lapidada que tenho. Abraços a todos os ex namorados envolvidos.
- Eu queria só te dar um Bom dia!- disse a Cacura.
- Hum… tá! mas ainda não acordei!

E isso eu estava na parada de ônibus e com toda certeza ele ouviu os sons do carro. Mas né… Quem se importa?

BALLLLLLLLDE, BRASYL!

Deixei bem claro que não estava gostando da ligação. Tenho ódio mortal de gente que não se toca…e eu sou uma delas, beijos. Pegue no meu cabelo, fale cuspindo em mim, me chame de amorzinho…mas pelo amor da Santa Prega: Não encha meu saco! Jamais. Never.

O pior é que uma hora da tarde esse idiota me liga de novo! DE NOVO! Sem noção total.
-Ainda tá na biblioteca?- Eu juro que não tinha contado pra que manicômio eu ia.
- Mas oi??
-Tá em casa?
- Não. Na casa do meu namorado!-
Que né… nem um pé de meia eu tenho.
-Tô atrapalhando?
- LÓGICO! TÁ!-
câmbio, desligo.

Olha… sério. Medo, viu!? O cara está me seguindo, everybody people. Cadê o Chapolin numa hora dessas?

You May Also Like

2 soltando o verbo

  1. aff. Véio sem noção é um horror mesmo! Sábado eu cai na merda-idéia de fazer a boa ação do ano e sair pra jantar com um tio-munrá. Lógico que o nojo tentou me beijar a força.

    Nojo 3 dias depois!
    Meda do seu véio!

    ResponderExcluir
  2. Meeeu Pai!!
    É por isso que eu penso em ser seriamente contra a distribuição de viagra para as cacuras.

    ResponderExcluir

Soltem o verbo...